Arrecadação tributária federal cai 7,33% no 1º semestre de 2016

Arrecadação tributária federal cai 7,33% no 1º semestre de 2016

1099
Compartilhar

A Receita Federal divulgou nesta sexta-feira (29) os números atualizados da arrecadação tributária federal nos seis primeiros meses do ano. De janeiro a junho, as receitas federais somaram 617,2 bilhões. Considerando a inflação, houve uma queda de 7,33% em relação ao mesmo período de 2015. As únicas receitas que tiveram aumento na arrecadação foram o imposto de renda retido na fonte sobre ganhos de capital (+6,38%) e a CIDE-combustíveis (+411,41%).

arrecadação tributária federal
Embora a arrecadação tributária federal nominal no 1º semestre de 2016 tenha aumentado 1,65% em relação ao mesmo período de 2015, a correção pela inflação resulta em uma queda de 7,33%. Foto: Marcos Santos / USP Imagens

O resultado da arrecadação tem relação direta com o desempenho da economia brasileira, que vem sofrendo no período quedas consecutivas nas vendas e na produção de bens e serviços. As atividades econômicas mais afetadas pela queda de arrecadação das receitas administradas pela Receita Federal (exceto previdenciárias) foram a metalurgia (-31,76%), a fabricação de veículos automotores (-28,06%) e a fabricação de máquinas e equipamentos (-24,11%).

Segundo Claudemir Malaquias, chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros (CETAD-RFB), “Como ocorreu no mês anterior, nesse mês de junho, verificou-se uma estabilização na velocidade da queda das receitas. A expectativa é que a arrecadação irá apresentar resultados positivos em momento posterior, com a recuperação do nível de emprego, a elevação da renda e a retomada do consumo”, finaliza.

Em 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil teve queda de 3,8%. De acordo com o boletim Focus divulgado em 22 de julho, a previsão do mercado para o PIB em 2016 é uma queda de 3,27%.

Comentários