Receita Federal apreende abacaxi em calda com cocaína em Santa Catarina

Receita Federal apreende abacaxi em calda com cocaína em Santa Catarina

1460
Compartilhar

Só este ano, a Receita Federal já apreendeu 2.215 kg de pasta base de cocaína no porto de Navegantes.

A Receita Federal apreendeu nesta segunda-feira (17) uma carga de abacaxi em calda que tinha como destino a Espanha. Dentro das caixas estavam escondidos 1.096 kg de pasta base de cocaína entre as latas de abacaxi em calda. Esta é a terceira apreensão de cocaína destinada a países europeus realizada pela Receita Federal no porto de Navegantes, em 2016.

Na primeira apreensão, em maio, foram encontrados 811 kg de pasta base de cocaína dentro de oito blocos de granito com destino à Espanha. A segunda apreensão identificou 308 kg de cocaína com alto grau de pureza escondidos em bobinas de aço, com destino à Itália.

abacaxi em calda com cocaína
Servidor da Receita Federal acompanha a retirada da cocaína encontrada dentro de caixas de abacaxi em calda no porto de Navegantes. Foto: Receita Federal

A Receita Federal não divulga as informações do exportador nem do importador para não prejudicar as investigações da Polícia Federal. A suspeita é que o transporte da cocaína a partir dos portos de Santa Catarina com destino a países europeus seja comandado por narcotraficantes do Paraguai com ajuda do Primeiro Comando da Capital (PCC), no Brasil.

Se forem identificados, os responsáveis podem responder pelos crimes de tráfico internacional, com penas que vão de 5 a 15 anos de reclusão, e organização criminosa, com penas de 3 a 8 anos de reclusão.

cocaina em pedra de granito
Maio de 2016 – Servidor da Receita Federal acompanha a retirada de 811 quilos de cocaína de bloco de granito que seria enviado à Espanha. Foto: Receita Federal

Comentários

Compartilhar
Sou formado em Gestão Hospitalar e fiz especialização em Administração Pública. Atualmente exerço o cargo de assistente técnico-administrativo na Receita Federal do Brasil.